A primeira impressão é a que fica: imagens, imaginário e cultura da alimentação no Paraná - 1884-1940.

Imprimir | Enviar para um amigo

Autor: José Humberto Boguszewski

RESUMO

O presente estudo trata da história e cultura da alimentação, a partir de um conjunto de impressos litográficos produzidos de 1884 até as três primeiras décadas do século XX e utilizados para embalar e identificar produtos alimentícios fabricados no Paraná. Privilegia como base teórico-metodológica a noção de imaginário social e, como pesquisa inserida no campo da História Cultural, discute a articulação deste conceito com o de representações sociais. Ao mesmo tempo dialoga, como estudo multidisciplinar, com a antropologia, as artes plásticas e o design gráfico. Demonstra que a análise das fontes iconográficas, principalmente das imagens usadas para representar os alimentos nos antigos rótulos litográficos, permite pavimentar o caminho que leva ao entendimento dos meios pelos quais o imaginário social constrói as relações simbólicas e míticas que perpassam o cotidiano das sociedades e determinam suas práticas individuais e coletivas. O estudo evidencia que os impressos, analisados criticamente, expõe uma experiência sensível do real, mediada pelas subjetividades e sentimentos coletivos, os quais, não só “falam” do alimento que identificam, como também, das circunstâncias históricas que os geraram.

Palavras-chave
História e cultura da alimentação, imaginário social, design gráfico, identidade.




Versão completa




 

Universidade Federal do Paraná - História da Alimentação